segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

1º dentinho

Ontem a noite fomos (eu, Artur e minha mãe) visitar minha vó.
O Artur estava bem animado! Querendo mostrar tudo que já sabia pra bisa e pra tia vó...rs
Escalou a cama, levantou no armário, engatinhou por tudo e mordeu o dedo da bisa.
Foi ela quem percebeu... O primeiro dentinho começou a nascer!!!
Que emoção! Meus olhos encheram de lágrimas quando ela contou... E mais ainda quando eu senti...
Estou perdendo meu bebê...
E descobri que quem encontra o primeiro dentinho tem que dar um presente de ouro pro bebê... Minha vó agora vai ter que ir atraz de alguma coisa de ouro pra dar pro Artur... hehehhehehehehehehe

Ahhhh ontem também fomos no aniversário do Leon (priminho do Artur)... lá ele comeu brigadeiro e doce de leite (a Vó e os tios que deram) e brincou no pula-pula... rs

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Paciência tem recompensa

Recebi e resolvi compartilhar...

PACIÊNCIA TEM RECOMPENSA



No parque, uma mulher sentou-se ao lado de um homem.
Ela disse:
Aquele ali é meu filho, o de suéter vermelho deslizando no escorregador.
- Um bonito garoto - respondeu o homem - e completou: - Aquela de vestido branco, pedalando a bicicleta, é minha filha.
Então, olhando o relógio, o homem chamou a sua filha.
- Melissa, o que você acha de irmos?
Mais cinco minutos, pai. Por favor. Só mais cinco minutos!
O homem concordou e Melissa continuou pedalando sua bicicleta, para alegria de seu coração.
Os minutos se passaram, o pai levantou-se e novamente chamou sua filha:
- Hora de irmos, agora?
Mas, outra vez Melissa pediu:
- Mais cinco minutos, pai. Só mais cinco minutos!
O homem sorriu e disse:
- Está certo!
- O senhor é certamente um pai muito paciente - comentou a mulher ao seu lado.
O homem sorriu e disse:
- O irmão mais velho de Melissa foi morto no ano passado por um motorista bêbado,
quando montava sua bicicleta perto daqui. Eu nunca passei muito tempo com meu filho e agora eu daria qualquer coisa por apenas mais cinco minutos com ele.
Eu me prometi não cometer o mesmo erro com Melissa.
Ela acha que tem mais cinco minutos para andar de bicicleta.
Na verdade, eu é que tenho mais cinco minutos para vê-lá brincar...

Em tudo na vida estabelecemos prioridades.
Quais são as suas?

Lembre-se:
NEM TUDO O QUE É IMPORTANTE É PRIORITÁRIO,
E NEM TUDO O QUE É NECESSÁRIO É INDISPENSÁVEL!


Dê, hoje, a alguém que você ama mais cinco minutos de seu tempo.



"Aquele que procura um amigo sem defeitos termina sem amigos."

7 meses

Como o tempo passa rápido...
O Artur fez 7 meses... me passaram tantas coisas pela cabeça esse mês... Acho que até os 6 meses ainda era um bebezinho... agora já são 7 meses... ele está cada vez mais próximo de completar 1 ano.
Esse mês eu senti tanta saudade daquele bebê pequeno, indefeso, completamente dependente... Da fase de adaptação minha e dele... De aprender a ajustar os meus horários... E, principalmente, senti muuuuuita saudade de dormir.
Já são 7 meses sem conseguir dormir direito... Isso sem contar o período da gravidez que eu também já não estava dormindo muito bem... se virasse pra um lado a barriga pesava, dormir de barriga pra cima também faltava ar e a noite toda virada pro mesmo lado o braço doia... Sem contar as intermináveis idas ao banheiro... hehehehehehe
Até senti falta de não ter curtido tanto minha gravidez quanto eu deveria...

Mas... o Artur está com 7 meses e meio agora... Teve festinha de 7 meses também... e ele também comeu o bolo... não poderia faltar, ne?

Estou tendo MUITO aprendizado. E desde a gravidez eu já sabia qual seria o meu maior desafio, e realmente está sendo: PACIÊNCIA!

As novidades do Artur:
1. Tentou comer papel carbono... abriu o meu armário no trabalho, puxou os papéis e se divertiu com o papel carbono... Ficou com a cara preta!! rs Na hora me deu um desespero, um nervosismo, mas depois eu dei risada.
2. Aprendeu a rasgar papel...
3. Faz diversas tentativas de limpar a boca com a fraldinha quando está comendo...
4. Tenta subir a escada engatinhando.
5. Engatinha devagar e também já ensaia uma corrida.
6. Abre e fecha as portas dos armários
7. Adora brincar com a fruteira (nisso já chupou cebola, limão, batata, laranja...)
8. Come sopa no almoço e no jantar
9. Comeu quibe e quiche de legumes numa festinha
10. Dá gargalhada

Deve ter mais coisas... mas não estou lembrando agora... rs

Ele também está com a garganta inflamada... e isso tá me tirando o sono... já melhorou bastante... Já me falaram que isso é porque estou parando de amamentar...

Ah... o maior aprendizado até agora?! TUDO é culpa da mãe! hehehehe

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Pediatra

Hoje o Artur teve consulta com a pediatra. Está com 70cm e 7.630kg. Desde que nasceu, já cresceu 22cm. Estou orgulhosa! A pediatra falou que, de acordo com o crescimento dele, ele não vai ser baixinho!!! Uhuuuuuuuuuu! rs
Falei pra pediatra que estou querendo parar de amamentar. Ela me deu várias dicas para as comidinhas do Artur e que não posso tirar do peito de uma vez... Ir aos pouquinhos... E ele já pode comer quaaaase tudo. Das carnes, somente o peito de frango tá liberado. Me explicou como fazer a sopinha de legumes... rs
Saindo da consulta levei o Artur pra tomar a 3ª dose da Prevenar. Lá se foram mais R$250... E me falaram que a Tetra e a Prevenar são as vacinas que dão mais reação. Viram a perninha do Artur e falaram que é normal ter essa reação, mas que provavelmente foi alguma coisa errada na hora da aplicação, como o Artur ter ficado agitado e quem aplicou a vacina não conseguiu aplicar direitinho. O que eu já imaginava. E não pode fazer compressa... Agora tem que esperar melhorar. A pediatra passou uma pomadinha. 
No caminho pra casa o Artur dormiu e eu aproveitei pra fazer a sopinha de legumes (batata e beterraba, não tinha peito de frango). Ele acordou e eu ainda estava fazendo... Fiz rapidinho um suco de laranja lima e enganei ele com o suco. Ahhh não quer mais saber da mamadeira, agora só o copinho. hehehehe Depois ele comeu a papinha que eu fiz, se lambusou inteiro e eu aproveitei pra tirar fotos. rs Lindo demais! 

Eu dou risada, mas fico impressionada com a independência do Artur. Estou aqui escrevendo e ele se apoiou na minha cadeira e está em pé aqui, comendo minha blusa e puxando o fio do note... Jura que é gente, ne? rs

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Uma tarde de sol


Uma tarde de sol com a vovó na piscina.  

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Mais vacina!!

Na quinta-feira passada o Artur foi tomar as Vacinas novamente. Estava atrasado já quase 10 dias. Porque eu estava completamente sem tempo e sem cabeça pra lembrar de levá-lo no Posto de Saúde. Finalmente, o pai dele entendeu que eu não estava realmente podendo ir. E se prontificou de levar. Achei ótimo!
O Artur tomou a vacina por volta das 15h e encontrei com ele às 17h. O pai dele falou que a mulher que deu as vacinas avisou que era pra observar as reações durante 12h. Por que podia dar febre ou ficar inchado no local da vacina... O Artur suou bastante mas o tempo estava muuuuito quente e achei que era apenas por isso, até porque não era nada fora do normal.
Na sexta-feira, por volta das 12h eu percebi que a coxa direita estava inchada, beeeem dura na região onde ele havia tomado a vacina. Mas, eu estava na rua. Assim que cheguei em casa, fiz a compressa e não houve nenhuma mudança. Por volta das 14h30 o Artur apresentou febre e mediquei com Tylenol Baby (que o pai dele já tinha comprado, por recomendação da médica do Posto). Ele apagou! Dormiu até as 17h30...
De noite, como a febre tinha passado e a perninha continuava do mesmo jeito, liguei pro pai dele pra saber se tinha acontecido algo diferente na hora da vacina. O Artur poderia ter se movimentado demais e a médica não ter conseguido dar a vacina no lugar certo, sei lá.
Até então, todas as vezes eu que tinha levado o Artur para tomar as vacinas. E, eu que segurava ele pra médica aplicar. Inclusive relatei da dor no coração que eu sinto de ter que segurar meu filho da forma como elas recomendam... porque tem que segurar forte para que dê tudo certo.
Pois é... sabe o que eu tive que ouvir? Que eu não tinha cuidado do Artur direito. Porque eu não tinha feito compressa com frequência ao longo do dia. Aleguei que assim como ele estava trabalhando, eu também trabalhava. Não satisfeito, o pai dele falou: "Então você deveria ter mandado alguém ficar fazendo a compressa!".
Resumindo: Além de trabalhar, cuidar do Artur, arrumar a bolsa do Artur duas ou três vezes por dia (separando fralda, cueiro, roupinhas, babeiro, fralda de pano, meia, casaco, sapato, brinquedos,...), não posso esquecer de nada, tenho que comprar as frutas que o Artur come, fazer compras de supermercado pra casa, lembrar se não está faltando nada (como lenço umedecido), esterilizar os brinquedos e utensílios de alimentação, visitar creches, procurar babá, cortar as unhas, dar banho, trocar as fraldas, enfim. (Tenho certeza que você até cansou, só de ler. rs) Bom... apesar de tudo isso, eu não estou cuidando do Artur como deveria! 
Respirar fundo, contar até 10, 100, 1.000... e vamos em frente!!!  

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Novidades

O Artur já engatinha direitinho! Até a semana passada, ele parecia uma cobrinha engatinhando... rs 
Ele também aprendeu a fazer besourinho, e está molhando todo mundo com quem conversa. É um festival de brrrrrrrrrr e muuuita baba. hehehehehe
Mesmo eu abaixando o berço no máximo, ele deu um jeito e aprendeu a ficar em pé. Só que por enquanto não tem perigo... rs A cabecinha dele ainda está abaixo da grade. Ufaaaa
Ahhhhh mas qualquer coisa que ele vê pela frente, que possa apoiar, ele apoia e fica em pé. Então... vivo de olho pra ele não resolver se apoiar em nada que possa cair por cima dele, né?! rs É brinquedo, minha blusa, balanço, gaveta, armário, enfim. 
Agora ele não quer saber de ficar deitado de jeito nenhum. E, às vezes, sentado também não tem mais graça. A diversão agora é ficar em pé.
As noites continuam tristes. Durante o dia chove de colo pra ele e de noite, estou eu sozinha pra aguentar a manha. Os choros sem lágrimas. A vontade de ficar brincando no peito pra dormir. Bom, já se foram 6 meses e 20 dias sem dormir. Afffff! Não dou conta mais não. Essa noite ele resolveu dormir já era 1h, acordou às 4h, depois às 5h30 e novamente às 6h30.

E a nova brincadeira: arremessar tudo! Ele ADOOORA! Joga chupeta, brinquedo, fralda, ... tudo que tiver no alcance. E se alguém entrar na brincadeira e for buscar o que ele jogou, ai fica bem mais divertido. Mas, se quiserem brincar de tirar o que está na mão dele, ele faz bico e até solta uns gritinhos (assim a brincadeira não é tão legal... rs). 
Não sei se já comentei aqui... mas o Artur começou a comer frutinhas com 5 meses e meio. A princípio no meio da manhã, depois no meio da manhã e da tarde. Ele come super bem! Está aceitando tudo numa boa e o difícil é fazer ele parar de comer... hehehehe Mas, o mamão ele não está mais gostando. Tão pequenininho, mas já está cheio de personalidade. rs Não tem nada a ver comigo, né? hehehe =P
Na tentativa de conseguir que ele durma uma noite inteira, comecei a substituir a última mamada (21h30) por mingau, ele toma uma mamadeira de 250ml rapidinho. Mas, acorda a noite do mesmo jeito! E às vezes, mesmo tomando a mamadeira ou comendo uma sopinha, ele ainda fica pedindo o peito... rs Eu mereço! 
Essa semana comecei a introduzir o almoço. Logo, logo o Artur estará independente! Por um lado acho ótimo. Mas... dá um aperto no peito, deixar ele ir... Pensar que ele não vai mais depender de mim, que eu vou perder aquele chamego, aquele carinho gostoso, aquele momento único e que é só nosso. Porém, são coisas da vida! Meu filho tá crescendo... logo, logo será um rapaz! rs
Só pra encerrar... Hoje achei tão bonitinho! Deixei ele sozinho no berço depois do almoço e fui me arrumar para trabalhar. Ele ficou brincando lá sozinho, depois começou a choramingar e eu não dei atenção. E, de repente, ele calou. Quando eu fui ver, ele estava deitadinho, com a chupeta na mão, colocando e tirando a chupeta da boca. A coisa mais fofa!!!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Correria

Eu juro que tento atualizar com mais frequência, mas minha vida está uma loucura e eu mal tenho conseguido fazer o que preciso. 
Bom, voltei de Curitiba no dia 26/10, uma segunda-feira a tarde. Quando cheguei aqui, eu simplesmente precisava fazer compras pra casa (não tinha um pão), organizar as minhas coisas, organizar as coisas do Artur e o meu trabalho me esperava. rs Fui pro trabalho, achando que seria jogo rápido, mas eu mal cheguei e já começou o festival de coisas para resolver... Ah, esqueci de mencionar que minha mãe viajou. Então, eu tenho que ser eu, mas tenho que ser ela também. =P
 Então a semana foi bem corrida. E, era pra uma babá começar comigo na segunda mesmo, mas quem disse que ela apareceu? rs Me deixou na mão... Está bem difícil encontrar uma babá. Passei uma semana apertada e o Artur tadinho tendo que me acompanhar. Sábado a tarde ele ficou com o pai e eu tava louca pra dormir, mas aproveitei o momento pra me distrair um pouco. Liguei pra minha prima e fomos pra um bar jogar conversa fora. Me senti um peixe fora d'água. O pensamento que me vinha era: "Que mundo é esse?", "Onde estou?",... rs
Vocês não fazem idéia do que é ficar 6 meses sem viver uma experiência de tirar uma tarde pra você, sem ter que se preocupar com filho, ver gente, falar besteira... Coisas tão simples e banais, mas que quando a gente fica sem, tomam um significado monstruoso. E, eu tinha que aproveitar a minha primeira oportunidade de viver isso. rs  E não terminou por ai, ainda sai a noite e dormi fora. Mas, ai já estava com o Artur e na casa da minha prima, com berço, agasalho e tudo mais. 
Novembro eu já comecei bem assessorada. Minha tia me ouviu reclamar bastante da correria e ofereceu ajuda... Na verdade ela me socorreu, né? Ficou com o Artur as tardes. E de manhã, pedi ajuda pra Noélia (que trabalha lá em casa). O ruim é que atrapalho a vida das pessoas, né/? Minha tia não pode fazer as coisas dela a tarde e a Noélia não pode trabalhar direito. 
Hoje fui visitar uma Escolinha... E amanhã vou visitar mais umas duas ou três. Segunda-feira o Artur vai pra creche!!!! Socorro!!! Uma nova experiência... rs
Depois eu conto mais. 

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Curitiba

Primeira viagem de avião do Artur... e eu SOZINHA!!! hehehehehe Levei o carrinho, porque me falaram que era super prático, mas eu não achei nada prático, muito pelo contrário. rs Na porta do avião tive que pedir pra aeromoça segurar o Artur pra eu poder fechar o carrinho e embalar num saco plástico que eles entregam mas que não cabe a metade do carrinho dentro. rs Entramos no avião e do meu lado tinha um ser de mau humor, mas tudo bem. O Artur mamou e dormiu a viagem inteira, só acordou porque um pouco antes de aterrizar a aeromoça me chamou pra trocar de lugar. Chegamos no aeroporto e lá fui eu carregar Artur, minha bolsa, sacola do Artur e cade o carrinho?? Falaram que iriam me entregar na porta do avião... to lá esperando, viu. hehehehe Ele veio na esteira, junto com a mala e toooodo empenado, torto, sujo... Ahhhh, também me falaram que teria um funcionário pra me ajudar... Tô lá esperando até agora também. rs Eu tava tentando abrir o carrinho sozinha e segurando o Artur no braço e uma mulher me ajudou. Na saída, tive que ir empurrando o carrinho do Artur e o carrinho das malas. É impressionante como todos esses carrinhos de mala são tortos, a gente quer ir pra um lado e eles insistem em ir pro outro. Preciso dizer que demorei horrores pra conseguir sair do lugar? heehehehe Minha prima estava lá me esperando e quando me viu foi logo me ajudar! Ufffaaaa!! 
Os dias em Curitiba passaram MUIIIITO rápido. Aproveitei MUITO! Consegui pensar um pouco mais em mim... fazer as minhas coisas.. e claro, com o Artur sempre junto. No início ele estranhou as mudanças, ficava olhando para tudo e todos com uma cara assustada... Mas o intestino dele reagiu também, porque não funcionou direitinho. Engraçado, ne? Eu achava que isso não acontecia com bebês... rs Fomos para uma festa de 15 anos de uma prima minha, foi excelente! O Artur ficou de colo em colo, dormiu um monte mesmo com todo o barulho... e na hora de ir embora resolveu acordar e nao deixar ninguém dormir... rs Eu mereço, ne? 
A volta foi tranquila também. A diferença é que ficamos 1 hora esperando na sala de embarque e ele estava suuuuper agitado, dava vários gritinhos, risada, fez muita amizade... rs Ah... eu não cometi os mesmos erros da ida... Na volta eu despachei logo o carrinho e pedi para tomarem muuuuuito cuidado porque tinha ficado todo empenado e sujo na ida. E despachei também a sacola dele... Levei só minha bolsa e o Artur no sling. Mas na hora de passar na barra que detecta metal, tive que tirar ele do sling e queriam revistar meu filho porque a barra apitou. Só que apitou porque o sling tem duas argolas de metal, ne. affff é cada uma que tenho que passar. E no avião... ele veio dormindo a viagem inteirinha também. 
Ah... vimos a Glória Menezes no aeroporto de Curitiba. Mas, não falei com ela não... ela não parecia muito afim de dar autógrafos ou conversar com estranhos... rs

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

6 meses

Como o tempo voa... é impressionante.
Hoje o Artur completou 6 meses e eu tive um momento nostalgia... parece que foi ontem que ele nasceu... aliás... que eu estava grávida, não aguentando mais aquele peso, louca pra conhecer o rostinho dele...
Pois é... e agora ele está aqui, fazendo cada dia meu mais feliz e a cada dia me ensinando novas coisas... Agora, com 6 meses... quanta coisa já mudou e quanta coisa ainda vai mudar... rs


Hoje teve festinhaaaaa!!! Com direito a pão de queijo e Bolo Suflair (ADOOOOOORO!) e velas de peixinhooo rs O Artur usou chapeuzinho do Spider Man, sentou na mesa e até ensaiou bater palma, mas ele gostou mesmo foi de enfiar a mão no bolo e se lambuzar todo de chocolate. Tive que fazer uma pausa após os parabéns e enfiar ele embaixo da torneira, porque tinha chocolate pra todo lado. hehehehe Estavam presentes o tio Itti, a tia Fê, tia Cami e tia Sara. O Artur ganhou um macaquinho lindooooo da tia Cami! Ele amouuu! rs
Olha só como ficou o bolo...   

Acho que o Artur gosta de festa que nem eu... porque ficou acesoooo. Tentei de todo jeito colocar ele pra dormir e não consegui... o tio Tiago chegou da faculdade, cansou de brincar e ele ainda brigando com o sono... Mas deixei ele no berço sozinho, brigando e ele acabou desistindo e dormiu... rs

O tio Itti quer fazer o molde da mão do Artur de gesso pra depois fazer de bronze... mas ele precisa estar dormindo pra ficar com a mão parada e o molde dar certo... hoje já foi a terceira tentativa... rs Espero conseguirmos antes dele completar 1 ano.. vai ficar lindo!

E hoje a tia Sara também viu o Artur em pé no berço... mais uma pra comprovar que eu não estou inventando... ;)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Ultimo dia do Artur com 5 meses... Amanhã tem bolinho!!! eeeeeeee adooooooooooro

Hoje mais uma surpresa... Agora o Artur ficar em pé!!! Isso mesmo, em pé!!! E JUROOOO que não fui eu que coloquei... Deixei ele no berço e fui tomar banho... quando ele fica muito quieto, já fico meio preocupada. rs Terminei o banho e sai correndo pra ver o que estava acontecendo. Bom, o Artur estava em pé dentro do berço. Levei um susto! Ele em pé, segurando a grade, a grade batendo embaixo do queixo dele... e ele morrendo de rir quando me viu. Corri, peguei a filmadora e fui filmar... consegui filmar ele em pé... Mas, coloquei ele deitado de novo... para filmar todas as etapas e ninguém dizer que eu tava mentindo e eu que tinha colocado o guri lá em pé, né? Bom... preciso dizer que ele só ficou em pé quando desisti de filmar? Só rindo. É uma figuraa!!!

E agora a pouco eu estava trabalhando, conversando com duas amigas e dando comida pra ele... E é nessas horas que eu vejo que somos capazes de TUDO depois que somos mães. rs
Depois quero ver se coloco fotos atuais e um vídeo pra vocês verem... Me cobraram vídeo do Artur nadando... eu filmei semana passada, mas depois coloco.

domingo, 18 de outubro de 2009

Atualizando...

Demorei pra postar... durante a semana várias vezes eu tentei... mas o tempo não está sendo meu amigo ultimamente. Estou aproveitando que o Artur está dormindo para poder atualizar aqui...

O Artur já está ficando sentado! Com 5 meses ele começou a se sustentar sentado... e durante esse mês ele foi aprendendo a se equilibrar cada vez mais. Hoje, ele já consegue ficar sozinho durante um bom tempo sentadinho. Ah... e engatinhar... ele já se arrasta que nem uma cobrinha desde os 4 meses, agora, com quase 6 meses ele já está quase engatinhando também. rs

Dormir? Tá difícil! O feriado eu passei sem conseguir dormir ou descansar. Confesso que fiquei muito estressada. Não conseguia fazer nada... Mas essa noite já fiquei feliz. O Artur dormiu às 20h30 após mamar, depois dei peito novamente a meia noite e ele permaneceu dormindo. Acordou só umas 04h30. Mas dormiu bem de manhã e eu finalmente, hoje, consegui descansar!

A babá... ainda não consegui. Ontem me ligou uma a cobrar... achei o fim. Mas, continuo firme procurando. Alguém sabe me dize quanto estão pagando pra uma babá? 

Esqueci de falar que o Artur está super manhoso... As vezes me canso com a manha dele... Durante essa semana, ele acordou no meio da madrugada chorando muuuuito, berrando (rs), minha mãe inclusive acordou (o que não é normal) e pegou ele no colo, mas ele não acalmou e eu levantei, quando ele me viu se atirou pro meu braço e só então parou de chorar... A fralda estava limpa, ele não estava com fome, conferi tudo e até agora o único motivo que encontrei pro "escândalo" foi manha. rs

Agora vou aproveitar pra dormir... não sei se essa noite o Artur vai dormir bem... e quero começar a semana bem descansada e tranquila. Porque tenho muuuuuuito a fazer.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Vacina

-> A meningite C é perigosa, porque as vítimas ficam muito doentes e podem até morrer dentro de poucas horas após manifestação dos primeiros sintomas.

Assustador, né?

Hoje o Artur tomou a 2ª dose da Vacina de Meningite C.
Essa vacina não está no Calendário Básico de Vacinação da Criança, então só pode ser dada nos laboratórios particulares. Quanto? R$130.
Ele berrou na hora da picada... Deve doer tanto. E a mãe má fica segurando a perna e o braço para que o filho não se movimente. Agora até já acostumei... Mas na primeira vacina, eu chorei por dentro. Me senti a pior mãe do mundo. Tinha a sensação de que segurava meu filho como se segura um pedaço de carne crua para cortar... credo.  

Eu já tinha comentado que quando temos um filho, surgem gastos até então desconhecidos, né? Até hoje já foram 13 vacinas... E, no final desse mês serão mais 4.

Que mãe não quer proteger o seu filho? Eu desconheço.
Então, todos os meses basicamente levo o Artur para tomar as vacinas necessárias. Acredito muito na prevenção. Prefiro cuidar para que ele não adoeça.
Dentre as vacinas que ele já tomou, também não está no Calendário a Prevenar (vacina antipneumocócica conjugada, com antígeno para 7 sorotipos de Streptococcus pneumoniae, que são responsáveis por casos graves de meningite, pneumonia, sinusite e otite).
Somente com essas duas vacinas que não são encontradas nos Postos de Saúde, lá se vão R$410.

A BCG, Hepatite B, Anti-Polio, Tetravalente e Rotavírus tem nos Postos de Saúde, sem custos.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Sonoooo

O sono está tomando conta... rs
Como eu tinha dito, eu iria passar algumas noites sem dormir direito, mas não iria mais deixar o Artur dormir comigo...
Pois é, eu realmente tenho feito isso. Mas, esse calor não tem ajudado. Fome durante a madrugada nem é mais o problema... O calor, a seca e a tosse (é, continua...) são os problemas... rs Com isso, tem uma semana que eu não durmo direito e o sono está falando mais alto. Essa noite eu não aguentei... levei ele pra minha cama pra ver se ele dormia e eu apaguei e esqueci de levá-lo de volta pro berço. Quando vi, já eram 06h20 e o Artur estava me acordando pra mamar.
Ah... comprei um umidificador. E, realmente fez diferença! Mas, ainda não consegui dormir nenhuma noite direito... 
Eu achava que gastar R$300 na farmácia estava reservado para os idosos e seus inúmeros remédios... Mas descobri que é muito fácil gastar muito na farmácia quando se tem um bebê. E, eu ainda tenho a sorte de não precisar comprar fralda. Porque se esse fosse o caso, meus gastos seriam dobrados.
Em relação a fralda... O Artur ganhou MUITA fralda, de todas as marcas e todos os tipos de pacotes. Sobraram uns 8 pacotes de fraldas P e eu dei para quem precisava. E, pelo que estou vendo vai sobrar M... E a M é o tamanho que o bebê mais usa, dos 5kg aos 9kg, o que significa dos 3 aos 9 meses (mais ou menos).
Bom, preciso dormir! O Artur hoje ficou acordado a tarde inteira, dormiu por uns 40 minutos no final da tarde. E, resolveu dormir às 21h... Sabem o que isso significa? Ele vai acordar no meio da madrugada querendo brincar, dando risada, gritinhos, rodando, ligado no 220w... hehehehe E eu? Bom... eu tenho que dormir logo! Porque na hora que ele acordar, ele não vai querer saber se eu dormi ou não... rs E aquele sorriso, bom... eu não tenho como fazer nada depois que eu vejo aquele sorriso, aqueles olhos e aquela boquinha banguela linda.
Beijoooo
Boa noite!

P.S.: A esperança é a última que morre... Qualquer dia desses eu durmo 6 horas por noite...

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Agradecimento

Agradecer! Agradecer! E agradecer!

É o que faço todos os dias desde que o Artur nasceu.
Há 5 meses, não durmo uma noite sem antes parar tudo e agradecer a Deus.
Agradeço pelo Dom da Vida e por ter me permitido gerar uma vida.
Agradeço por esse ANJO que Papai do Céu me deu de presente.
Agradeço por ser mãe desse menino lindo, perfeitinho que veio no momento certo e me traz muitas alegrias e muito aprendizado.

Hoje já posso dizer que nos conhecemos por completo. Só de olhar ou escutar, já sei o que ele sente, o que ele quer. E ele já sabe quando estou triste, quando estou feliz, quando estou insegura.

Essa semana, aconteceu uma situação bem curiosa. Coloquei o Artur pra dormir no berço e deitei na minha cama, eu estava bem chateada e precisava colocar pra fora, então comecei a chorar. Ele estava num sono profundo e acordou na mesma hora chorando. Coincidência? Sentimento? Não sei... Mas achei curioso... Ele normalmente não acorda chorando, apenas resmunga.

Só tenho a agradecer a tudo que o Artur me proporciona viver.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Ser mãe é entender e viver plenamente o amor incondicional!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Decisões

Bom... eu tentei! 
Essas duas últimas noites fiz de tudo para que o Artur dormisse a noite inteira no berço... Mas ainda não consegui. Tá difícil, viu?
Preciso tomar algumas decisões que eu vinha adiando... Mas, preciso de alguém, uma babá, para me ajudar com o Artur. Estou levando ele pro trabalho comigo, mas não está dando certo, não consigo realizar muita coisa. Porque a todo momento preciso parar o que estou fazendo para atender as necessidades do Artur. Então, eu nem trabalho direito e nem fico direito com meu filho. Mas, ele depende de mim, né? Está somente mamando. Vou conversar com a pediatra pra ver o que faço.
O tempo em Brasília não está nada agradável. O calor está insuportável e a seca então, nem se fala... E pra um bebê de 5 meses... não é legal ficar andando de carro de um lado pro outro nesse calor e seca...
Acredito que tudo isso influencia. O Artur está tendo que atender as minhas necessidades e também as necessidades do pai dele. Com isso, fica sem horários certos, manhoso, desidratado,... Definitivamente, não faz bem pra ele.
E, como sou a mãe e tudo que quero é o melhor pro meu filho. Preciso encontrar uma solução para que ele não fique passeando pela rua a toa, sem horários.
Acredito que assim que ele estiver com uma rotina certinha de novo, volta a dormir direitinho de noite.
Ah... ontem ele voltou pra Natação. Muito LINDO!!! Mergulhava e dava risada. Impressionante ver como ele gosta e como ele está cada vez mais adaptado. Daqui a pouco meu peixinho já vai mergulhar sozinho. rs

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O fim de semana foi ótimo!
A tosse continua, mas já não me preocupa. Estou dando os remedinhos homeopáticos e continuamos com a nebulização. E já é visível a melhora do Artur.
A noite que está sendo um problema... A tosse resolve vir a tona justamente na madrugada (entre meia noite e seis da manhã)... E, com ela, o Artur acorda... Bom, nas primeiras 4 vezes que ele acorda tossindo, eu vou até o berço, acalmo ele, fico ali do lado até ele voltar a dormir. Na 5ª vez, o meu sono ganha! rs Eu já pego ele do berço e coloco pra dormir na cama comigo. Fica mais fácil, porque ele acorda e eu já estou ali do lado, não preciso levantar, qualquer coisa é só colocar no peito e continuar dormindo... rs
Como ele ainda não está 100%, estou deixando. Mas, já estou preocupada. Porque agora, com 5 meses, o Artur já me reconhece de longe e já começou a ficar manhoso. Hoje comecei a pensar sobre isso e já estou achando que essa tosse é mais uma manha... Espertinho, né? 
Então essa noite eu não durmo. Mas, já me prometi que não vou levar pra dormir comigo. Porque se eu acostumar assim, daqui a pouco ele não vai querer mais saber do berço.
Amanhã tem Natação!!! E eu volto a malhar. Hoje eu já fiz aula de Ginástica Pós Parto.
Pois é... Quando o Artur nasceu eu assumi um compromisso comigo: chegar aos 55kg em 6 meses. (Eu cheguei aos 73kg na gravidez, engordei 14kg). Bom, com 45 dias eu emagreci os 14kg. Mas, como estava trabalhando na organização do evento e ainda não tinha conseguido me adaptar com os horários do Artur, trabalho, sono, comida... Ficava muito ansiosa e comia pouco várias vezes ao dia. E os exercícios, bom, eu acabava me enrolando e não consegui fazer com frequência. Mas, estou a menos de 1 mês da minha meta e tenho 4kg pra perder... Semana passada eu retornei as aulas de Ginástica Pós Parto e amanhã retorno pra Musculação. Na semana que vem farei aulas de Jump, Deep e Bike três vezes na semana também.
A "licença maternidade" acabou tem um mês, agora tenho que pensar em mim também. Não dá mais pra pensar só no Artur...
Ahhhh... essa semana também estou procurando uma babá, ontem fui na Fnac e comprei um livro que dá umas dicas.. rs

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

5 meses - 1a Semana

Os posts anteriores foram um breve resumo do que aconteceu até agora. Infelizmente, algumas coisas eu provavelmente esqueci de mencionar... Mas, daqui pra frente, pretendo relatar os aprendizados diários da maravilha de ser a mãe do Artur.

Essa semana, em especial, me trouxe muitos aprendizados.
O Artur ficou doente pela primeira vez...
Na quinta e sexta da semana passada eu fiz um curso de Gestão que começava às 9h e terminava às 19h30, com apenas 1 hora de almoço.
Foi a primeira vez que me vi obrigada a ficar longe do Artur. E contei com o apoio do meu pai, que prontamente aceitou ficar cuidando do netinho. rs Confesso que as horas não passavam, eu olhava no relógio o tempo inteiro e parecia que o ponteiro não saia do lugar. Foi então que decidi que deveria aproveitar ao máximo o curso, porque senão eu não estaria fazendo nada direito e não teria valido a pena ficar longe do Artur. Foi o que eu fiz, e quando me desliguei dele e me permiti entrar no curso, tudo fluiu melhor. Eu só o encontrei nos momentos que tinha que dar mamar, mas apenas exercia a função de alimentá-lo e nada mais. Que tortura!!!
Na sexta-feira a noite ele demonstrou que não estava bem. Não quis sair do meu colo por nenhum segundo e brigou com o sono, como nunca havia brigado. E eu estava exausta do curso e louca para curti-lo. Sábado o dia foi super quente e ele resmungou bastante, só consegui acalmá-lo quando tirei toda a roupa, inclusive a fralda. Ele estava pegando fogo, mas eu ainda não tinha identificado que era uma febre, que só percebi mais tarde. Liguei para a pediatra e ela recomendou dar antitermico para a febre e foi o que eu fiz. No domingo ele estava desidratado, com febre e molinho... Os intervalos das mamadas que eram de 3h em 3h, passaram para 1h em 1h. Não estava resolvendo... Comprei Pedialite (soro infantil) e comecei a dar de pouquinho na mamadeira e ele aceitou bem. Ele apresentou uma melhora e permaneci assim.
O Artur completou 5 meses na segunda-feira (21/09). Mas, como não estava bem, nada de comemorações. Continuamos com os cuidados. E acrescentei a nebulização.
Na terça-feira ele já era outro. Não existia mais a febre... mas no lugar da febre veio uma tosse chata, o peito chiando... E a única coisa que fiz foi amamentar muitas vezes, todo momento que eu podia, deixava ele mamar um pouco. Nesse dia eu não trabalhei, fiquei o dia inteiro por conta dele.
A consulta com a pediatra estava marcada para quinta-feira e fomos para ver o que ela dizia dessa tosse... Mas não encontramos uma resposta exata. Ela disse que pode ter sido saudades, o tempo (muito quente), virose, bronquite... E me passou dois remédios manipulados. Ele reagiu MUITO bem a homeopatia. Hoje retornamos na pediatra e ela ficou impressionada com a resposta dele em menos de 24 horas de medicação. Não existe mais chiado ou constipação. Ela me parabenizou pelos cuidados que tomei com ele, falou que agi certo em fazer a nebulização e dar o pedialite, porque aqui em Brasília é muito seco e está muito quente.
Ufaaaa!
Agora, estou só esperando a tosse acabar... os dois remédios continuam por mais 3 dias, mas apenas de 5 em 5 horas.
Acho que me sai bem de mãe médica... rs
O sentimento? Como eu queria que eu tivesse sentindo tudo o que ele estava sentindo e ele não precisasse passar por isso...
Não preciso nem dizer que esses dias eu não dormi mais de 3 horas nenhuma noite, né? E essas 3 horas, se é que chegou a isso, foi tudo pingado... rs
Hoje entendo quando me diziam que depois que a gente é mãe nunca mais saberá o que é uma noite tranquila de sono... :)

4 meses


Foi um mês beeem conturbado... Me comprometi com diversas coisas: aniversário de 80 anos da minha vó (fiz um album de scrapbook e uma homenagem pra ela), últimos detalhes para o evento e quatro dias de evento... Achei que não ia dar conta... Mas, deu tudo certo no final!
O álbum ficou lindo e minha vó AMOU! A homenagem também emocionou.
Como eu fazia? Trabalhava durante o dia com o evento e de noite, enquanto o Artur dormia, ia fazendo as páginas do álbum.
Resumindo, não dormi nada! rs
Ainda bem que o Artur é tranquilo. Praticamente não me dá trabalho nenhum.
Durante o evento todos ficaram admirados... o Artur ficava no carrinho enquanto eu trabalhava. Só pegava ele na hora que ele tinha que mamar... Era possível acreditar que não tinha um bebê ali... Tinha vezes que a demanda de coisas a fazer era tanta, que eu acabava me esquecendo dele... Mas bem rapidinho.
Agora ele já dá risada, arrisca ficar sentado, mas ainda não consegue sustentar o corpo sozinho.
Ahhhh... com 4 meses o Artur deu o primeiro mergulho na cachoeira.
O evento aconteceu no Portal da Chapada, na Chapada dos Veadeiros - GO, e quando acabou o evento, tive um momento de folga e desci para a cachoeira, só eu e o Artur. Os outros participantes foram para uma cachoeira que não tinha como eu ir com um bebê. Então fiquei sozinha. Se tive medo? Tive... Mas, detesto depender dos outros, como já tinha dito antes...  E decidi que não era porque eu estava sozinha, que eu ficaria dentro do quarto sem fazer nada. Eu queria aproveitar o sol, que até então não tinha aparecido e dar um mergulho naquela água gelada maravilhosa. É, agora eu tinha um filho e eu não teria ele como um empecilho. A vida continua e desde a gravidez, eu sempre dizia que não deixaria de fazer nada por que agora tinha um filho. E é assim que tenho seguido. Coloquei ele no Sling e levei na sacola a toalha, uma bóia grande, fraldas, roupinha, lenço umedecido, minha toalha e meu celular. Ficamos ali curtindo o sol por um tempo, e depois coloquei ele dentro da bóia na água... Não foi NADA fácil. Qualquer atitude sem pensar, e poderia dar tudo errado. Assim que ele se acostumou com a água, demos um mergulho juntos. E saímos da água. Deu TUDO certo! O Artur adorou! Saimos da água, nos esquentamos na toalha e ele mamou para esquentar o corpo. Assim que começou a mamar, APAGOU num sono profundo. Hora de recolher tudo e voltar pro quarto... Mas... a foto que eu tanto queria, dele mergulhando, não teve... Não é possível ter tudo... Alguns momentos basta viver!
É impressionante como o Artur cresceu. Hoje que sou mãe, me preocupo sempre com o desenvolvimento dele. Devido as aulas de natação, ele é muito estimulado e tem se desenvolvido muito bem. Sempre durinho, risonho, comunicativo. Já se arrasta para pegar os brinquedos, parece uma minhoquinha... rs
E, até hoje não adoeceu.
Mãe coruja? rs Com certeza!
Não tem como não ser...
Tenho o filho mais LINDO do mundo!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

3 meses

O amor é cada dia maior! E nossa troca de carinhos também...
Não consigo definir o que sinto... é algo único e inexplicável.
E tenho recebido muito amor e carinho também das pessoas que amo. E que o Artur trouxe ainda mais próximas de mim.
A festa para comemorar os 3 meses de alegria que o Artur me trouxe, teve mais participantes! Bolo Sufflair e cachorro quente. rs
Com 3 meses, o móbile no berço deixou de ser apenas uma musiquinha para acalmar. Agora o Artur já brinca com os bichinhos, quer pegar e até se cansa de tanto tentar alcançá-los.
Levei o Artur pela primeira vez na igreja, fomos no Mosteiro São Bento, no Lago Sul. Pedi para o padre benze-lo. Agora o Artur está bem protegido e abençoado!
Se comportou direitinho durante a missa, na hora que começaram a cantar ele quis conversar... rs
Entramos juntos na piscina da casa dos meus tios. Ele reagiu um pouco com a temperatura, mas depois acostumou... É um peixinho!
Esse mês resolvi tirar foto dos detalhes... Boca, pé, mãos, olhos, ... Cheguei a uma conclusão: meu filho é completamente lindo, é perfeito! rs
Ele já usa os sapatinhos e tenis que ganhou... Está ficando um homenzinho! rs
Eu e o Artur rolamos na cama juntos... Como é bom curtir os momentos com ele!
Fiquei sem computador... então tenho que ir até o trabalho e ele vai junto comigo!
Agora está mais tranquilo... ele já está mamando de 3 em 3 horas. Os horários ficaram mais definidos. Eu consigo fazer as minhas coisas tranquila! Porque ele ainda dorme bastante...
O Dia dos Pais foi uma correria!!! rs Acordamos cedinho, tomamos banho e deixei ele arrumadinho pra sair com o pai dele. Quando o pai trouxe de volta, foi a hora de sairmos com o vô, meu pai.

2 meses

Novamente uma festa! A felicidade de ser mãe é tão grande, que eu tenho vontade de compartilhar com todo mundo esse sentimento. Então comemorei mais um mês do Artur, como era época de Festa Junina, a decoração foi com bandeirinhas e um bolo de brigadeiro.
Na aula de Natação teve a Festa Junina dos bebês... Na aula dos bebês eles entram com um responsável... Então, o responsável e o bebê deveriam estar fantasiados. Eu ADORO essas coisas! E, sendo para o Artur, tudo isso tem muito mais graça... rs Consegui um chapéu de palha bem pequeno e colei com fita dupla face no cabelinho dele... :) E, com um lápis especial para pintar rosto, pintei o bigodinho e o cavanhaque.


Em casa, é uma briga para definir quem vai ficar com o Artur no colo... A bisavó Glacy (está ficando aqui em casa um período) não deixa ninguém segurar. Por ela o braço pode doer, o sono bater, que ela não larga.
Tive que me meter... porque ele começou a ficar muito acostumado a ficar só no colo... E de madrugada? Quem ia ficar segurando? EU?? Sozinha?? Até que horas?? Não dava, né? rs Tinha que ficar supervisionando e assim que ele dormia, colocava no berço.
Então, nesse mês minha rotina ficou um pouquinho mais complexa... rs Além dos cuidados diários com o Artur, eu comecei a tomar frente na organização de um evento que minha mãe estava realizando e precisava de ajuda.
A chupeta era uma amiga inseparável do Artur. Nesse mês, comecei a tirar um pouco... E só dava nos momentos que ele estava com sono e enjoadinho pra dormir, ou muito agitado e/ou querendo colocar mão na boca o tempo inteiro. Até porque, ele acha a mão muito mais gostosa do que a chupeta... rs
Com 2 meses e 20 dias foi a primeira vez que levei ele pra um barzinho! Era a comemoração da formatura da minha prima e eu não podia faltar. Então... Mas foi super tranquilo. A noite estava agradável e ele ficou no colo e depois dormiu basicamente o tempo inteiro. Também não demoramos muito por lá.
O Artur adora ficar no chão. Deixo ele em cima do edredon, de um tapetinho infantil, coloco uns brinquedos e ele se diverte. 
O banho de sol deixou de ser apenas no carrinho, agora estendo um pano na grama e ele fica rolando por ali...
E eu... bom... nunca tirei tanta foto na minha vida... rs Já tirei foto de todos os ângulos, todos os momentos, cara de choro, sorrindo, fazendo peixinho, na natação, tomando sol, de óculos escuro, sério, fazendo careta, ... e muito mais. 
Eu adoro fotos! Mas... estava um bom tempo sem praticar... 
As noites mal dormidas, são super bem recompensadas! Não existe nada melhor... Já apertei e já mordi MUITO! :D
Ser mãe é o paraíso!

1 mês

Exatamente com 1 mês e 3 dias o Artur deu seu primeiro mergulho na piscina. Eu queria muito ter colocado antes, mas não deu. Eu entrei com 2 meses e meu irmão (que é 1 ano e 8 meses mais novo que eu) começou com 1 mês. Meu pai trabalha com Natação para Bebês há 30 anos, conheço todos os benefícios que a Natação traz ao bebê e vivenciei tudo isso. A água e a natação são paixões de família. Portanto, não tive nenhum receio.
E, o Artur se comportou melhor do que eu esperava dentro da água. Passou na mão do vô, do pai, da vó, do tio e da mãe, mergulhou e só chorou na hora de sair da piscina. rs
Com 1 mês e 12 dias ele deu o primeiro sorriso, ainda tímido, mas foi o sorriso mais lindo que já vi.
A família continuava babando...
O segundo mergulho o Artur foi registrado pela TV Record. E dessa vez o mergulho foi ainda mais gostoso, com a presença da bisavó Joaquina.
O Artur estava com 1 mês e 20 dias e fomos passear em Alto Paraíso. Tenho duas tias (irmãs da minha mãe)  que moram lá e minha avó estava por lá também. Fomos, principalmente, para buscá-la e aproveitar o feriado. Nada melhor, né? 
É impressionante ver o quanto ele cresceu!
E é cheio de vontades...
Só gosta de dormir de bruço;
Já se apoia nos bracinhos e levanta a cabeça;
Coloco ele de bruço e de repente ele vira de barriga pra cima e dá um sorriso.
Fizemos uma Festa Junina e, claro, lá estava o Artur de caipirinha: calça remendada, camisa xadrez e sapatinho colorido. Não preciso nem dizer que foi a atração da festa, né? rs
Impressionante como ser mãe vai ficando cada vez mais fácil. Aos pouquinhos tudo vai se ajustando... Ele ainda acorda muito a noite... uma hora para trocar a fralda, outra hora para mamar...
Ah... falando em amamentação... Se tornou um dos melhores momentos do meu dia! Já não sinto nenhuma dor, apenas o prazer de ficar olhando e sentindo a troca de amor, carinho, calor...

Primeiros momentos


Tenho um filho! E agora?
É... ele não veio com Manual de Instrução e na escola da vida ainda não me ensinaram a Ser Mãe.
Foram três dias no hospital... ele acordava a noite inteira e adorava dormir durante o dia... Eu recebia visitas durante o dia (que eu AMEI) e não dormia... 
Nesses dias minha prima Camila me ajudava e a noite era a vez da minha mãe. Eu praticamente só amamentava (não conseguia levantar devido a dor dos cortes), quem colocava pra arrotar, trocava a fralda e todo o resto eram elas. 
No dia que ia receber alta do hospital, já acordei me arrumando pra ir embora, não via a hora de chegar em casa. O que aconteceu somente às 15h.
Ao chegar em casa, quis ficar logo no meu quarto (2° piso), então eram 10 dias sem poder descer as escadas. Me senti presa!
É... os pontos da cesárea não me permitiam escadas, movimentos bruscos, levantar da cama sozinha, sentar ou ir ao banheiro sem apoio ou ajuda, tomar banho sozinha, enfim.
Eu já disse que não gosto da idéia de depender de alguém? Pois é... fiquei dependente por completo. Mas eu não permitia... em menos de 10 dias, mesmo com dor, a única coisa que não fiz foi descer as escadas.
Aliás desci no 9° dia, pra levar o Artur pra tomar as primeiras vacinas, que devem ser dadas durante os primeiros 15 dias, mas depois me falaram que o ideal é dar no mesmo dia que tem alta do hospital. 
Ah... já ia esquecendo. O Artur nasceu com 3.170kg e 48cm, diferente do que dizia na ecografia, lá constava que ele nasceria com 52cm e 3.500kg. 
O Teste do Pezinho foi no 5° dia, a clínica foi em casa fazer aquela tortura. rs E eu fiquei segurando bem forte, para não atrapalhar o exame... Ou seja, sem registro fotográfico. rs
A primeira consulta com o pediatra... só com 20 dias. Não lembrei (e nem sabia) que eu poderia ter agendado/marcado durante a gravidez... Quando fui marcar, no 5° dia, a consulta mais próxima que consegui foi essa. E agora, mais uma dúvida, quem seria o médico que cuidaria do bem mais precioso que eu tinha... Fui em dois, e dei preferência a continuar com uma pediatra homeopata. 
O umbigo pra fora, me dava uma agonia. Eu morria de medo de limpar, encostar, achava que ia doer. Contei os dias para que ele caisse. (risos) E ele caiu com 13 dias, era um domingo, eu estava trocando a fralda e de repente soltou. Mais um susto! 
A unha... nunca vi crescer tão rápido. Até porque é uma dificuldade cortar. Aquelas mãozinhas insistiam em não parar um minuto. Eu esperava ele dormir e então começava a cortar, com o maior cuidado, com medo de machucá-lo. As luvinhas para evitar que ele levasse a mão na boca e para que a unha não machucasse.
Ah... durante os dias que eu não podia descer as escadas... teve festa, comemoração, muita gente em casa e eu lá... só passando vontade.
Com 11 dias, já sai para passear com ele. Não queria ficar presa em casa. Eu precisava respirar novos ares e levava o Artur comigo. (claro que também tem aquela vontade de mostrar a cria pro mundo)
Amamentar... Não foi nada fácil me acostumar a essa rotina de amamentação. Consome muuuuuuuito! Eu me alimentava de 2 em 2 horas e bebia água constantemente para conseguir aguentar. Como preparei o seio durante a gravidez, não tive muitos problemas. Mas, em um belo dia, recebendo a visita da minha cunhada e da família dela, fui dar mamar e eis que ele me machuca, deixa meu seio sangrando. Eu não sabia o que fazer na hora, a dor é insuportável. E a primeira reação foi tirar correndo ele do peito e levantar. Pronto, estava com dor no seio e nos pontos. rs Não foi uma boa ideia... As meninas ficaram super assustadas. Passei Bepantol (aquela pomada pra tatuagem) e não dei mais aquele peito durante aquele dia. E, duas vezes ao dia, eu sempre passava um óleo para que isso não acontecesse.
Em pouco tempo, eu já sabia exatamente o significado da palavra AMOR. E não conseguia mais imaginar como foi e nem como seria minha vida sem ele.
Diversas coisas que antes eu não fazia nem ideia do que era, agora tinham significado e importância.
As pesquisas no Google mudaram completamente de característica. Os sites de notícia agora eram lidos depois dos sites de Bebês. Toda semana eu recebia no meu e-mail informações sobre o desenvolvimento do Artur.
Agora, muitas coisas que antes eu achava importantes não tinham mais tanta relevância. Não conseguia me imaginar fazendo outra coisa que não fosse acompanhar cada movimento do meu príncipe. Fotografar cada detalhe, cada movimento, cada posição, cada expressão, cada respiração. 
E, quando o Artur completou 1 mês, fiz uma festa com direito a bolo, brigadeiro e beijinho para reunir a família e comemorar a felicidade, amor, a vida que ele me trouxe. Foi um mês de adaptação... eu entrei em um novo mundo, conheci um novo universo. E estou AMANDO!

O parto

Tudo que eu mais queria era ter um parto normal. E tudo que eu mais temia era a cesareana.
E, com essa idéia firme, durante os nove meses da gravidez passei por 5 obstetras diferentes. Até encontrar uma que me fizesse acreditar que iria realizar o parto normal. Pois é, hoje em dia o que é normal é a cesareana. É mais barato para o médico, mais rápido para a futura mãe e tem muita mulher que jura que é menos dolorido. Bom... isso para quem prefere sentir dor durante 15 dias e depois durante meses com a maldita aderência... rs Eu ainda prefiro sentir dor em apenas um dia, mesmo que seja intensa.
Então eu estava com 39 semanas de gestação e o Artur estava na posição certinha, mas ele não encaixava. Então resolvi seguir todos os conselhos que ouvi pela rua: sai pra andar pelos shoppings, Feira dos Importados, faz acupuntura, faz agachamentos várias vezes ao dia,... até pular eu pulei, juro! rs
Dia 21 de Abril eu completei 40 semanas de gestação e tinha consulta com a minha obstetra para ver se o Artur tinha resolvido nascer. Ele continuava do mesmo jeito... E eu? Inchada dos pés a cabeça (sabe quando você aperta com o dedo e a pela demora pra voltar ao lugar? assim...), sem conseguir dormir, cansada, morrendo de calor e minha pressão que até então era 10X6 sem variações estava 12X8. A Dra. resolveu medir a pressão dos meus pais que estavam comigo, a deles estava normal. Só a minha estava alterada...
Como minha vontade era ter o parto normal, ela falou que esperaria até domingo (26/04), mas que eu tinha que observar algumas coisas: medir a pressão para ver se alterava, se o inchaço permanecia ou aumentava, visão embaçada, cansaço excessivo,...
É... eu tinha todos esses. Então, ela veio com a notícia: Pré-eclampsia. O parto tinha que ser imediato. 
Minha mãe começou a chorar, meu pai ficou perdido e eu fiquei muda. Juro que nada passava pela minha cabeça, eu não sabia o que pensar... Mas concordei, afinal, não tinha outra opção, ne? 
A Dra. mandou eu ir pra casa arrumar as coisas e retornar para o hospital às 15h para o parto, quando fomos pegar a autorização (isso mesmo, precisa pegar uma autorização no hospital), não tinha vaga no Centro Obstétrico e tinham 6 gestantes esperando e mais 2 chegariam até às 15h. Fomos andando até o hospital que tem em frente e nesse tinha vaga no Centro Obstétrico naquele momento, mas não tinha vaga no Neonatal (caso o Artur tivesse algum problema ao nascer, não tinha como atendê-lo). No hospital anterior tinha vaga no Neonatal... Então, como resolver? Eu assinei um documento dizendo que estava ciente que não havia vaga no Neonatal e que, caso houvesse algum problema eu me responsabilizaria pelo transporte ao outro hospital. Na mesma hora comecei a ligar para a família, pro meu irmão levar as coisas... uma correria. Minha mãe continuava chorando e meu pai continuava perdido, acredito que ele nem sabia onde estava... rs
Na mesma hora fui encaminhada para o Centro Obstétrico e começa aquele entra e sai de enfermeiras, um médico que nunca tinha visto, logo depois meu pai aparece, a minha obstetra chega e o tão temido anestesista aparece.
Ali naquela sala, eu tremia tanto, não sabia se era de frio do ar condicionado ou do medo da anestesia...rs Acho que era mais do medo da anestesia.
Mas, para a minha calma, por coinscidência do destino, o anestesista era um amigo do meu pai. Quando eles se reconheceram, ele me explicou cada passo, me mostrou todo o equipamento e foi me tranquilizando.

A anestesia? Não senti NADA! Eu juro. Na hora que ele terminou de aplicar, pediu para eu levantar a perna e depois disso eu já não sentia nada. Eu perguntei se ia demorar, eles começaram a apostar em quanto tempo o Artur nascia. A maior aposta era em 9 minutos, porque seria 13h13. Mas, em 8 minutos o Artur já fazia parte desse mundo, chorou, fez xixi no médico que auxiliou o parto e vieram me mostrar. Embrulhadinho naquele pano verde de hospital, eu praticamente não consegui vê-lo.
Depois, foram 40 minutos até costurarem cada uma das 7 camadas... E me levaram para uma salinha gelada onde fiquei sozinha das 14h até às 17h, quando subi para o quarto. A hora parecia que não passava.
Nesse período que fiquei esperando sozinha, por um momento, a enfermeira trouxe o Artur para mamar. E agora? Será que eu sei como faz isso? Como segurar esse serzinho tão pequeno? Eu queria pegar, apertar, olhar no olho, e não podia... Eu mal conseguia me mecher... Mas, foi tranquilo. Já nascemos sabendo como agir nessa situação.   
No quarto, foi uma bagunça só, o conforto e alegria de ver toda a família reunida, do meu lado, querendo saber todos os detalhes. Mas, haviam mais regras a serem cumpridas... Eu não podia falar nas próximas 24 horas nada além do essencial. rs Não preciso nem dizer que não consegui, ne? Mas eu tentei!
Logo que eu cheguei no quarto, trouxeram o Artur... E ai, ninguém mais lembrava de mim... rs Era um tal de "ele parece com fulano", "não, ele parece com ...", "ele é uma mistura", "o nariz é de ...", ... hehehehehehe
E o tempo passou... cade a comida???? Eu estava MORRENDO de fome... Fiquei sem comer das 8h até às 21h30, quando já estavamos xingando todo mundo no hospital porque não traziam... rs
E depois de comer, fui obrigada a levantar... Que dor!!! Eu queria era ficar deitada mesmo e não sentir aquilo... Mas, não podia... E lá vou eu, me arrastando pelo quarto, morreeeeendo de dor. Como era mesmo aquela história de que cesárea não tinha dor?

sábado, 22 de agosto de 2009

Aniversário 80 anos Vovó Joaquina

Sofia (Daniel), Artur (eu), Gabriel, Yasmin, Leon e Matheus
Hoje, 22 de agosto, minha vó Joaquina completou 80 anos. 
Os filhos organizaram uma linda festa! E o Artur chegou a tempo de participar! 
Ficou acordado a noite toda! Vesti uma roupinha super bonitinha, mas de lã, que em menos de uma hora tive que trocar. Ele sente muito calor! Inclusive, ficou só de body de manga longa, nem pensar colocar calça ou sapato, ele não deixou. Ele chamou atenção na festa, quase rouba a cena. Era um tal de passar de mão em mão, quem não conhecia, queria conhecer, queria segurar, apertar, cheirar. E eu gosto que seja assim. Não me importo de jeito nenhum. Fico emocionada em ver meu filho recebendo tanto carinho e amor de todos os lados. 
Nesse momento da foto, os bisnetos mais velhos Yasmin e Gabriel leram uma mensagem (escrita por eles) para homenagear a vovó em nome dos seis bisnetos. Artur é o mais novo, com quatro meses. É muita fofura esses pequenos! São filhos dos meus primos e considero como meus sobrinhos. 
Eu também li um texto para homenageá-la, representando os netos.