terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Artur e o presente de Natal

Artur segue me surpreendendo!

Meu irmão levou o pequeno para ver o Papai Noel. Ele queria MUITO fazer um pedido, e até então, não tinha dito o que era. 

No grande encontro num shopping da cidade, ele foi todo confiante e fez o seu pedido:

- Uma galinha que voa baixo e depois voa alto.

Eu queria demais estar no momento para ver a cara que o Papai Noel fez. 

Quando meu irmão perguntou, ele repetiu o pedido. E ainda pediu para que o tio fosse com ele até o Papai Noel, para pedirem novamente e garantir que o Papai Noel não esqueceria.

Aí que eu me pergunto... O que fazer agora?

Hoje filmei ele brincando na piscina e no meio da brincadeira ele quis falar do pedido. A felicidade é tanta!!!

A mãe já viu as possibilidades de realizar o pedido... Mas ainda está sem coragem de encarar essa.

O Artur já tem um peixinho e um cachorro. E agora uma galinha... Será?! (risos)

E essa paixão por bicho... Está aí uma coisa nele que certamente não puxou pra mim!


sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Compras


Artur acordou e foi ver desenho e eu fiquei deitada por mais 5 minutinhos. Quando abri os olhos, ele estava parado na minha frente com um sorriso gigante.

- Mãe, eu estava pensando... Você quer um namorado só para você?
- Aham...
- Compra! Eu te ajudo.
- Filho, mas isso não está a venda...
- Ahhhhhh... Vou pensar mais!

E ele voltou correndo para os desenhos.

Apresentação da Bailarina Sofia

Ele jura que está fazendo um coração

Ontem foi dia de assistir a apresentação de balé da priminha bailarina, princesa e melhor amiga do Artur. 
Ela estava LINDA! E ele assistiu toda apresentação, quase sem piscar. Ficou encantado! E está todo orgulhoso que tem uma priminha bailarina. 

Bella, Artur e Sofia


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Amor puro e incondicional

E aí que eu tenho você!

E, por mais que eu faça por você, certamente você está fazendo muito mais por mim.

É um amor incondicional.

Crescemos juntos... alimentamos uma loucura toda nossa... nos entendemos com apenas um olhar...

Desde que você nasceu, meu coração transborda!

Transbordo em alegria, em amor, em doação,...

Eu rezo baixinho e peço a Deus uma resposta para qualquer coisa que me aflija. E vem você com um sorriso largo, ou um abraço apertado, ou um pulo. E até mesmo com um "Você é perfeita! Pra mim...". E todos os medos, todas as dificuldades, todas as dúvidas são esquecidas.

Gosto tanto desse nosso amor exagerado.

Surpreendo-me com sua maturidade, seus argumentos e a quantidade de palavras que você já possui em seu vocabulário (com apenas 3 anos e meio).

Eu tenho o melhor amigo que poderia existir.

É engraçado que por vezes me critico. Penso em tudo que poderia fazer diferente, fazer mais, porque eu queria realmente ser a melhor mãe, a super mãe.

Mas vem você com um sorrisão no rosto, com tanto amor no coração que transparece no olhar, me enche de beijos e abraços e me faz achar que de alguma forma estou sendo uma super mãe. E, que mesmo cheia de defeitos e erros, te dá muito amor e segurança. E recebe mais amor ainda em troca.

É você que enche meu coração, que me completa.

Nós aprendemos muito juntos! Tivemos que aprender a conviver com a distância desde cedo. E, ao invés de sofrer com isso, de alguma forma tiramos o melhor proveito. Comemorando cada retorno, aproveitando ao máximo a presença e fazendo diversos planos.

Isso tudo é só para deixar registrado. Para que um dia você leia e tenha mais certeza do quanto eu te amo. E do quanto você é especial pra mim.

O melhor de mim, é você!

E, eu sou uma pessoa muito melhor por ter você na minha vida!

domingo, 28 de outubro de 2012

Primeiro acampamento

Dizem que o primeiro acampamento, a gente nunca esquece. 

O Artur teve a alegria de vivenciar esse momento aos 3 anos e ao lado da prima Sofia. 

Achei que ele poderia chorar, reclamar, dar trabalho... Mas nada disso aconteceu.

Ele estava se sentindo grande, poderoso, independente. Assim que chegamos, ele me mandou ir embora. 

- Pode ir embora mamãe. Estou no meu acampamento e é só para crianças!

Eu fui. Com o coração na mão, confesso. Mas, logo em seguida, relaxei e confiei. 

Ele ADOROU! 

Brincou, dançou, participou da festa do pijama (com direito a desfile), comeu pizza,  misturou chocolate com catchup, brincou de guerra de travesseiros. Dormiu com a priminha contando histórinhas. Quando todos achavam que ele estava dormindo, apareceu na pista de dança quando ouviu o "Eu quero Tchuuuuuu... Eu quero Tchaaaaaaa...". "É a minha música!!", ele gritava e dançava.

No final, procurou no meio da bagunça a mochila para escovar os dentes, seguindo as recomendações da mãe. Afinal, ele tinha que provar que era grande.

Metade das coisas ele mesmo contou, as outras as professoras. 

Acho muito importante deixá-lo vivenciar essas experiências. Ele sabe que eu confio e acredito nele. E isso só reforça nele a responsabilidade, o cuidado com as próprias coisas, o reconhecimento do que é dele e do que é do outro,...

E, ele já voltou pra casa querendo saber quando seria o próximo. Cheio de planos, ideias, energia e motivação para o ano que vem. Que venham os próximos!

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Primeira paixão


Em janeiro de 2012 o Artur conheceu a Giovana. Foi paixão a primeira vista. 

Passamos 10 dias em Florianópolis e o Artur aproveitou muito. Entre castelinhos de areia, piscina, banho de mar, ele segurava na mão e brincava com a mais nova amiga. 

Giovana é filha da Priscila, moça que cuidou da minha vó no ano que ela morou em Florianópolis com meu tio. Nas férias, ela levou a filha alguns dias para brincar com o Artur.  

Os meses passaram e o que eu jurava que era só uma paixão de verão durou. O Artur não esquece a Giovana. Sempre fala da namorada e que vai pra Floripa no próximo verão e irá encontrá-la. Fala em morar junto, casamento, beijo na boca e filhos. 

Até então, as meninas eram apenas amigas. E, agora só existe a Giovana. Ele é fiel. (risos) Não pode ter outra namorada. 

Será que vamos conseguir encontrá-la nas férias? (Acho difícil... ela mora longe e a mãe dela não trabalha mais com meu tio). Quando e quem será a próxima paixão? 

terça-feira, 22 de maio de 2012

Batatinha quando nasce espalha a rama pelo chão


"Põe seu dedo no nariz. Abaixando a cintura até o seu pé. Levantando devagar. Abaixando bem a sua voz e comece a cantar. Diga mamãe eu te amo. Te amo! Batatinha quando nasce espalha a rama. Mamãezinha quando dorme bota a mão no coração..."

sábado, 19 de maio de 2012

Artur e o bicho

Ser mãe é se apaixonar pelas histórias do seu filho! 
E incentivá-lo a deixar fluir a criatividade. 


domingo, 22 de abril de 2012

Aniversário 3 anos - Fazendinha

O tempo VOA! O Artur já completou 3 anos.

Ontem, 21 de abril, foi o dia do aniversário e a comemoração.

O tema escolhido, por ele, foi Fazendinha.

A ideia era gastar o mínimo, mas acabou não sendo bem assim.

Mas, ficou uma festa diferente do tradicional e bem linda (modéstia à parte)!

Preparativos:

Bandeja (2 bandejas de isopor + taça de plastico)

Passarinho de ovo

Latinhas de leite decoradas e flor de jujuba para centro de mesa

Flor de jujuba

Gaiola com passarinhos de ovo

Chapéu e cinto do cowboy

A festa:
As comidas ficaram todas em uma mesa, inclusive os doces. Os convidados se serviam a vontade do que queriam. As comidas escolhidas foram típicas de fazenda: bolos (fuba, milho, mandioca, chocolate, laranja), brigadeiro de colher, brigadeiro e beijinho, peta, biscoito de queijo, pão de queijo, pãozinho da vovó, torta de frango, amendoim, milho verde, cachorro-quente, etc.
A mesa do bolo enfeitei com os brinquedos de madeira do Artur. Fiz um bolo de cenoura com cobertura de chocolate e fiz uma cerquinha com palitos de picole e decorei com enfeite de EVA.

Mesa das comidas
Mesa do bolo


sábado, 21 de abril de 2012

Artur - 3 anos


Ele é o amor da minha vida!

Quem me ensinou o que é amar, e o real significado desse sentimento.

Ele me obrigou a crescer, de todas as formas possíveis.

Ele me acorda cantando e com um sorriso no rosto. E me faz agradecer todos os dias por ter alguém tão perfeito e iluminado na minha vida.

Ele é meu presente.

É o melhor de mim.

Ele me fez ver a vida, o mundo e as pessoas com outros olhos.

Com a chegada dele na minha vida, eu esqueci o passado, aprendi a perdoar e a pedir perdão, a pedir e aceitar ajuda do próximo, a aceitar elogios, enfim. Eu me reinventei.

O dia é dele, mas a felicidade é minha, e ver o sorriso dele é o melhor presente que eu poderia ganhar.

Artur eu te amo!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Seriedade

Será que a seriedade vem de berço? 

Ontem comemoramos o aniversário da minha tia na casa da vovó. Artur aprontou, eu fui conversar e ele ficou com essa cara emburrada! Não queria falar com ninguém e muito menos tirar foto. Não adiantou, registraram o momento bico mamãe e filho!

quinta-feira, 29 de março de 2012

A descoberta das diferenças


O Artur começou, há uns dois meses, a descobrir as diferenças entre o masculino e o feminino. Ele demonstra curiosidade e surpreende com algumas frases. 

O mais comum é ouvir ele dizer que ele é HOMEM! Sim, ele diz que não é menino, é homem. "Não sou mais um bebê...". E, ainda, começou com a vontade de vestir só o que quer e dizer que tal roupa ele não vai vestir porquê "não é de homem, é de mulher". 

Eu confesso que tem horas que não consigo me conter e caio na gargalhada. Mas explico que ele não tem que usar só azul ou verde, que também pode usar vermelho e rosa. 

O Artur já vinha descobrindo seu órgão genital. Mas, agora ele descobriu que o dele é diferente do meu, por exemplo. Um período, ele entendia que a menina só tinha bumbum e que ele tinha bumbum e pintinho. Agora, já entende que a menina não tem só bumbum. Mas ainda não entendeu como funciona. 

E isso tem provocado diversos diálogos interessantes:

"Mãe, eu tenho pinto. Cadê o seu?"

"Mãe, meu pai também tem pinto? E meu tio? E meu vô? E você e minha vó não tem, né?"

Artur: Mãe, se você quiser, eu posso te dar meu pinto pra você colocar aí!
Mãe: Como?
Artur: É... 
Mãe: Você quer me emprestar?
Artur: É mãe, pra você fazer xixi!
Mãe: Mas a mamãe faz xixi filho. 
Artur: Ahhhhh tá!

"Eu tenho pintããão!"

Artur: Mãe, a minha amiguinha lá da escola... ela não tem pipiu, né? 
Mãe: Não filho. 
Artur: Mas meus amiguinhos... eles têm, né?
Mãe: Isso.
Artur: E minhas amiguinhas têm perereca? 
Mãe: É! Menina tem perereca e menino pipiu. 



terça-feira, 6 de março de 2012

Porque, por que, por quê e porquê?

Sim, a fase dos porques chegou! Muito antes do que eu imaginava.
Comecei a escrever esse post em novembro. E, agora que o Artur completou 3 anos eu não posso deixar de falar sobre isso. 
Como é incrível a quantidade de "porquês", a curiosidade e o desejo de entender e saber tudo! De lá pra cá, isso só aumentou, e MUITO!
Interessante é que eu descobri que posso ser contadora de histórias, posso inventar histórias, coisa que eu imaginava não ter criatividade o suficiente. E, o treino da paciência e estar sempre atenta as perguntas, para não deixar nenhuma sem resposta e evitar aquela máxima "porque é assim e pronto". Tenho me surpreendido a cada dia. Com a evolução dos questionamentos do Artur, mas mais ainda com as respostas que eu tenho dado. Procuro responder de 3 a 5 "porquês". Depois disso, normalmente ele puxa outro assunto, desvia o foco e, às vezes, fica pensando sobre as respostas.